E isso me afeta em o que mesmo?

Sabe, eu sempre fui diferente. Sempre fui mimada, grossa e fútil. Nunca liguei para a opinião alheia sobre a minha pessoa. Porque, convenhamos, a opinião dos outros sobre mim sempre pra que mesmo? No meu caso, em nada.
Só com a convivência mesmo pra você conhecer a pessoa. E não adianta, 6 ou 7 anos que você convive com alguém ainda não é conhecer.
Fico triste de mais uma vez me decepcionar com as pessoas, mas não pelo fato do que elas acham de mim, mas sim pelo fato de que, só com o tempo, você vê como as coisas e as pessoas são.
De gente invejosa, o mundo está cheio. O que eu faço? Mantenho-as longe. Ou pelo menos tento. Porque se tem coisa que me deixa triste é só identificar os “restos” depois de algum tempo.
Mas sabe aquele ditado “antes tarde do que nunca”? Aplica-se bem neste caso.
E a vida segue…

Anúncios