Não sei

Juro que ainda não sei porque não perdi a mania idiota de confiar nas pessoas. Sempre, mas sempre, vem uma rasteira depois.
Acho que eu viveria tranquilamente em uma caverna ou ilha deserta, ou numa casa de campo cheia de cachorros. Só iria precisar de wifi! Hahhaha
Mas sério. Ainda prefiro meus quatro filhos patudos a um ser humano…

Anúncios

Decisões

Eu devo ser a pior pessoa do mundo a tomar uma decisão. Antes de chegar a conclusão de qualquer coisa, sobre qualquer assunto, entre em desespero, choro, fico aflita… Mas quando o dia chega e eu simplesmente digo um “basta” ou “o caminho a seguir será esse”, nada me tira do foco.
Tenho muito medo de chegar a qualquer tipo de decisão. Eu gosto de rotina, das coisas como elas estão. Sair da minha zona de conforto é simplesmente aterrorizante.
Estou passando por uma fase dessa, tanto no lado pessoal, quanto no lado profissional. E nem preciso dizer o quanto isso tem me tirado dos trilhos.
Nessas horas, levanto as mãos aos céus e agradeço a Deus os amigos que eu tenho. As pessoas que tem me entendido… Mas mesmo assim, me sinto sozinha.
Ando mais triste que o normal, mais pensativa que o normal, e mais atemorizada que o normal…
Essa crise dos 30 parece que nunca vai passar!!!

P.S.: eu realmente deletei meu perfil do Facebook. Porque é tão complicado entender que eu não queria mais fazer parte de uma rede social? Ou ainda, porque eu preciso fazer parte de uma rede social? Só porque todo mundo faz? Não consigo entender o espanto de uma coisa tão insignificante!

Então…

Sabe aqueles dias que você está meio sei lá? Que as coisas não tem sentido e nem fazem diferença?
Ontem, lendo o blog da Dani (link ao lado!!!), vi que eu não sou tão ET quanto eu achava que era. Vi o quanto o sentimento das pessoas é parecido.
As vezes me sinto como um pontinho no meio da multidão e não sei o que fazer. Parece que só eu tenho sentimentos estranhos…
A Dani comentou no blog dela algumas coisas das quais estou passando e, conversando com ela pelo Whatsapp, cheguei algumas conclusões sozinha (logicamente com ajuda do blog dela!)… Tal como: porque me cobro tanto? Porque acho que DEVO ser melhor? Porque acho que DEVO algo pra sociedade? Preciso aprender a parar de me preocupar com coisas tão bobas… Preciso aprender a levar a vida mais leve e sem tantas cobranças de mim para eu mesma.
Sempre fui autocrítica (por demais!!!), mas com isso, acabo me sabotando…

Legal é começar a tirar essas conclusões e chegar nesse ponto sozinha (?).
Autocrítica é sempre bom, mas tudo que é em excesso, sempre faz mal…

P.S.: Lembrei que meu blog é a melhor terapia que posso ter. Vou tentar escrever todos os dias e, assim, colocar meus conceitos e ideias para fora e buscar soluções para as coisas que me afligem!

“Nem mesmo o tédio me surpreende mais”

Ultimamente tenho escutado mais Pitty que o normal. E nem sei o quanto isso possa ser considerado, porque eu praticamente não escuto música nacional.
Mas a Pitty tem falado tanto de mim, tanto de como eu sou, tanto de como eu me sinto… Como pode? Sempre me identifiquei com ela, mas nunca tinha me tocado tanto…
Ihhhhhhhhhh… Estou sentimental demais!!! Volta pra casinha Samantha!!! hahaha

Tudo bem com vocês? Faz tempo né? Antes que falem, não, nem estou tão mal assim. Só senti falta de escrever…
So…

“Querido diário”,
Eu estou bem. As coisas, só pra variar, não tem caminhado do jeito que eu acho que deveriam ir, mas tenho tentado ver de uma maneira positiva: aprender a ser paciente, a essa altura da vida, tem me ensinado muitas coisas.
Cortar coisas e pessoas tem me feito um bem danado. Algumas pessoas tem voltado a fazer parte da minha vida e isso tem sido realmente muito importante.
Outra coisa que preciso fazer: parar de falar e escrever advérbios de modo de intensidade. Tem sido tão eu!

Devaneios. Como sempre. Mas estou viva e bem.
É, Pitty, eu também sou uma contradição 😉

É.

A cada dia faço mais e mais análise das coisas.
Verifico o que deve ser verificado.
Se as pessoas realmente soubessem o que eu realmente penso. Tenho até pena.
Mas tenho mais e mais pena de quem me magoa. Porque arrependimento dói. Mas o meu não perdão dói mais ainda.

Fim

E ai que você resolve ter finalmente uma atitude adulta. E ai que você procura resolver uma coisa mal resolvida a semana inteira. E aí que a pessoa é um idiota mor que nunca vai te entender. Uma porque o mundo dele só gira em torno do umbigo. E duas porque a pessoa não consegue entender que o mundo não age como ele. E fim.